Agência Lusa comenta o documento da A25A e M12M sobre o “Aprofundamento da Democracia” – I

Democracia: Movimento cívico “levou cacetada muito grande” com Fernando Nobre – Vasco Lourenço (C/ÁUDIO)

 *** Serviço áudio disponível em www.lusa.pt ***

 Lisboa, 03 jun (Lusa) – A Associação 25 de Abril e o Movimento 12 de Março querem aproximar as pessoas do debate político e apelam à formação de movimentos cívicos, reconhecendo que este setor “levou uma cacetada muito grande”, depois da experiência de Fernando Nobre.

As duas associações organizaram, em abril e maio, um ciclo de debates sobre o “aprofundamento da democracia”, tendo hoje divulgado um conjunto de preocupações e de medidas para melhorar o estado democrático do país.

Em declarações à Lusa, Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril, defende que “a manifestação e o protesto não deixam de ser necessários em muitas circunstâncias mas isso não chega: é preciso as pessoas organizarem-se em movimentos cívicos”.

No entanto, Vasco Lourenço reconhece que “o movimento cívico levou uma cacetada muito grande nas últimas presidenciais com a desilusão que houve a seguir à candidatura dos que apoiaram o doutor Fernando Nobre mas sublinhou que isso não pode levar as pessoas a desistir de participar nos movimentos cívicos”.

Fernando Nobre é agora cabeça de lista do PSD pelo círculo eleitoral de Lisboa, depois de se ter candidatado como independente nas eleições presidenciais.

No documento conjunto, as duas organizações reconhecem que “os baixos rendimentos”, a “pressão patronal”, o “aumento da precariedade laboral e o forte aumento do desemprego” constituem “inibições da participação e intervenção da população trabalhadora nas atividades cívicas e sindicais”.

 O capitão de Abril sabe que as pessoas estão desiludidas com a política e que “a desilusão leva ao afastamento”, o que faz com que “sejam sempre grupos a concentrar e definir o poder”.

Mas, argumenta, “as pessoas têm de participar, têm de lutar por aquilo em que acreditam para depois não se queixarem”.

O coronel critica ainda o funcionamento dos partidos políticos que “têm uma atuação interna muito pouco democrática e deixaram de ser escolas de formação cívica”, limitando-se “apenas à luta pelo poder”.

Por isso, defende Vasco Lourenço, “há que forçá-los a reestruturarem-se e a alterarem a sua maneira de estar”.

Na nota comum, sublinha-se que os partidos políticos “têm de deixar de estar ao serviço de interesses particulares, corporativos e financeiros, nacionais e internacionais, têm de deixar de ser pasto da corrupção”.

O presidente da Associação 25 de Abril alerta para as limitações da comunicação social, admitindo que “é impossível fugir aos donos dos órgãos de comunicação social”. Para o responsável, “é necessário criar condições para que a ela seja mais livre do que é, para que os jornalistas usem mais a liberdade que têm”.

A solução, acredita, pode passar pelas redes sociais que são “menos controladas do que os órgãos tradicionais e podem romper esse estado de coisas”.

 ND.

Lusa/fim

 

Sobre aprofundamentodademocracia
OBJECTIVO GERAL No quadro das comemorações do 25 de Abril e em sintonia com as preocupações emergentes na sociedade portuguesa quanto à actual situação do país, designadamente quanto aos sinais de esgotamento dos actuais instrumentos de participação cívica e politica, nas decisões nacionais, a Associação 25 de Abril (A25A) e o recém-criado Movimento 12 de Março (M12M) decidiram promover um ciclo de conferências subordinado ao tema “Aprofundamento da Democracia”, que decorrerá durante o mês de Maio. -------- PROGRAMA A primeira fase do ciclo de reflexões e debates sobre o “Aprofundamento da democracia” será constituído pelas seguintes três sessões: -------- 1ª Sessão, 12 de Maio às 18:00 Tema: “Modelo Democrático Institucional: seus bloqueamentos e modelos alternativos”; Personalidades convidadas: • Boaventura Sousa Santos • Jorge Miranda • Isabel Allegro Magalhães -------- 2ª Sessão, 19 de Maio às 18:00 Tema: “Activismo Social: limitações, experiências e exigências comunicacionais” Personalidades convidadas: • Adelino Gomes • Raquel Freire • Sérgio Vitorino -------- 3ª Sessão, 26 de Maio às 18:00 Tema: “Apresentação, debate e aprovação de um documento de Conclusões Preliminares” Esta sessão será conduzida pelos elementos do Painel Permanente que colocarão à discussão e aprovação um documento de Conclusões Preliminares. -------- PAINEL PERMANTENTE Convidados: André Freire, José Manuel Leite Viegas, Ana Belchior Da A25A: Villalobos Filipe, Miguel judas, José Romano Do M12M João Labrincha, Joana Manuel e Alexandre Carvalho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: